terça-feira, junho 15, 2021

GDF começa a vacinar idosos com 75 anos amanhã


Após receber, do Ministério da Saúde, mais 26,2 mil doses da CoronaVac na manhã de hoje, o governo do Distrito Federal anunciou o início da vacinação de pessoas a partir dos 75 anos de idade contra a covid-19 nesta quinta-feira (4).

O agendamento da aplicação da primeira dose do imunizante começou a ser feito as 17h de hoje (3), no site vacina.saude.df.gov.br e pelo Disque Saúde 160 (opção 6). A Secretaria de Saúde do Distrito Federal espera vacinar 9.364 pessoas na faixa etária de 75 anos. Além disso, continuará imunizando outros grupos prioritários, inclusive quem já está em tempo de tomar a segunda dose da Coronavac.

É possível receber a vacina nas unidades básicas de saúde (UBS) sem ter agendado um horário, mas a secretaria recomenda que as pessoas evitem fazê-lo, optando pelo agendamento, a fim de evitar filas e aglomerações. Já nos locais onde é possível tomar a vacina sem sair do veículo (drives-thrus), a imunização só é feita com hora marcada. Confira os locais de vacinação no DF.

No Distrito Federal, 143.007 pessoas do grupo prioritário receberam a primeira dose da vacina até ontem (2). Deste total, 52.680 também foram imunizados com a segunda dose.

Hospitais

Mais cedo, o governador Ibaneis Rocha usou sua conta no Twitter para anunciar a contratação de dois hospitais de campanha, com 100 leitos cada, totalizando 200 novas vagas para o atendimento a pacientes com a covid-19. Segundo o governador, medidas adotadas pelos governo do Distrito Federal “salvaram vidas” ao impedir a falta de vagas em hospitais públicos e privados.

“Estamos no momento mais grave da pandemia, mas o Distrito Federal ainda está em uma situação diferente [melhor que a de algumas outras unidades da federação] porque tomamos medidas rápidas”, escreveu Ibaneis, referindo-se, entre outras ações, às restrições às atividades econômicas e à tentativa de limitar a circulação de pessoas como forma de conter a disseminação do novo coronavírus. No último domingo, o governo decretou lockdown total na cidade, 24 horas por dia, por causa da elevada taxa de ocupação de unidades de terapia intensiva (UTIs).

“Vamos sofrer os efeitos econômicos dessa pandemia durante muito tempo, e isso me deixa muito triste, mas, como governador, preciso assumir minha responsabilidade sabendo que o Distrito Federal tem condições de superar as dificuldades muito antes do resto do Brasil”, acrescentou Ibaneis.

Campanha

De acordo com a Secretaria de Saúde, o Distrito Federal recebeu 199.760 doses da vacina CoronaVac e 67 mil doses da vacina AstraZeneca (ou Covishield), desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica AstraZeneca.

Do total, cerca de 5% das doses são reservadas para repor eventuais perdas. A vacina CoronaVac exige a aplicação de duas doses, com um intervalo de 14 a 28 dias entre cada uma. Por isso, metade das doses recebidas são reservadas para a segunda aplicação. Já com a vacina de Oxford, esse intervalo é de até 90 dias.

Neste momento, estão sendo imunizados com a segunda dose apenas aqueles que tomaram a vacina CoronaVac. Os primeiros imunizados com a AstraZeneca começam a receber o reforço no final do mês de abril.





EBC

Related Posts

Next Post